gazeta2.jpg (8041 bytes)

Poesia

Gilnei Castro Mülller

Passeando pelos pagos

Passeando pelas belas paisagens do nosso pago,
Com seus belos campos limpos e mais verdejantes,
Esta paisagem alegra a qualquer dos caminhantes.
Não há quem não se emocione por alguns instantes,
Ao sorver o paladar de um tradicional mate amargo.

O tradicional mate amargo que se encontra no rincão,
É um cartão postal que está à disposição do parceiro,
Que vem de longe experimentar o costume campeiro,
Pois encontra a camaradagem do gaúcho hospitaleiro,
Ao apreciar os verdes campos com sua pura tradição!

Com sua pura tradição e um convívio de camaradagem,
Com a luz radiante do sol a brilhar em todos momentos,
Em cada novo instante firme a altear seus pensamentos,
Fortalece a alegria para um viver com bons sentimentos,
Como se estivesse a passear por uma constante viagem!

Por uma constante viagem para apreciar toda a beleza,
No nosso querido e inigualável pago sulino e altaneiro.
Procurando em cada novo amanhecer ser o primeiro,
Para uma nova imagem apreciar neste torrão brasileiro,
Pois esta bela paisagem sempre faz parte da natureza!

Faz parte até da natureza viver em constante harmonia,
Com o Universo inteiro e com os demais semelhantes,
Seguindo a perenidade das suas sábias leis reinantes,
Que nos conduzem a tomar novas atitudes constantes,
Esperando que ao seu redor possa encontrar mais alegria!

20 de junho de 2005

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo