gazeta2.jpg (8041 bytes)

Poesia

Contribuição de Mário Évora

Poema de Mário Évora

 

O valor da Doutrina

Cada vez mais nos ilumina
Esta nobre e sã Doutrina.

Tudo por causa da sua dedicação à humana criatura,
E da sua superior, exemplar e singular postura.

E também pela sua riqueza científica,
Cristã, espiritualista, fraterna e filosófica.

Que nos ensina Tudo, a alma nos esclarece,
E Grandes Princípios de vida nos oferece.

Traçada pelas Forças Superiores,
Traz normas que lhe são peculiares.

Seu ensino é assunto sério, mas compreensível,
E argumenta com uma lógica que é imbatível.

Tem ensinamentos que dão segurança,
E fazem caminhar na vida com esperança.

Sobre a nossa admirável composição
Mental, astral e física nos dá clara instrução.

Não permite bandejas estendidas pedindo
Nem contribuições suspeitas admitindo.

Não faz desnecessárias propagandas
Com intenções segundas.

É uma Instituição independente
E tem Moral e autoridade suficiente.

É bem sucedida em todo o canto do Planeta
Pela sua sinceridade, mérito e conquista correcta.

Dá tudo a toda a humanidade
Não pede nada em troca, e só fala a Verdade.

Até os que nela não acreditam
Por vaidade, no íntimo a respeitam.

Nos ensina a ser Gente de verdade,
E entender que não vale nada a vaidade.

A ter da Disciplina uma grande noção
Para termos Ordem, chegar à vitória e Evolução.

A fazer correctas e sinceras interpretações
E a pôr as coisas nas suas reais posições.

A ser corajoso, inteligente e mostrar
Ser capaz de o joio do trigo separar.

A ser gratos a todos os que merecem,
E aos Mestres que valiosas lições nos oferecem.

A levar a verdadeira Coragem ao irmão
Que sofre, e estender-lhe fraternalmente a mão.

A investigar, ler, estudar sem desfalecer,
E a convicção na Verdade nos fortalecer.


Mário Évora
Autor reside em Cabo Verde
Publicado na Gazeta em março de 2002

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo