gazeta2.jpg (8041 bytes)

Poesia

Gilnei Castro Müller

Com a consciência tranquila

O ser humano para ser relativamente feliz na vida terrena,
Precisa viver com a consciência tranquila permanentemente,
Superando os obstáculos que surgirem em sua frente,
Convivendo com a presença de todos constantemente,
Cultivando com o semelhante uma amizade consciente,
Contribuindo para que a estrada da vida seja mais amena!

A estrada da vida poderá ser mais serena e iluminada sim,
Pela luz da constante compreensão sobre existência real,
Das sábias leis eternas que a todos regem, de forma igual,
Não existindo exceções para esta ou aquela classe social,
Quando a própria criatura se conhece como força espiritual,
Deste modo esclarecida poderá ser relativamente feliz assim!

Poderá ser relativamente feliz quando trabalha com alegria,
Utilizando a sua energia para o progresso com seriedade,
Proporcionando o progresso para si e para a humanidade,
Desempenhando seu labor profissional com honestidade,
Conquistando para si um pouco da tão sonhada felicidade,
Quando ocupa com ações dignas o tempo do seu dia a dia!

Quando o tempo do seu dia a dia, com bons sentimentos,
É preenchido e armazenado para o bem a cada instante,
E assim cultivando o bom humor e a alegria no semblante,
Poderá construir seu maior sucesso de forma constante,
Preparando para o seu amanhã um viver sereno e radiante,
Tendo o viver tranquilo no amanhã e em todos os momentos!

Em todos momentos que encontrou a felicidade ao natural,
Esta parte da humanidade que já conquistou sua felicidade,
Pode se considerar realizada nesta trajetória de adversidade,
E a cada momento reforça seu pensamento com sinceridade,
Mesmo que tenha passado por alguma aflição e contrariedade,
Poderá dizer que é feliz por ter saúde física e força espiritual!


Julho 2006

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo