gazeta2.jpg (8041 bytes)

Poesia

Contribuição de Aida Almeida Lopes da Luz

Texto de Aida Almeida Lopes da Luz

 

A ti, criança

Criança tu és o Sol que irradia;
Que aquece nossos seres;
Tantas vezes empedernidos e famintos de amor;
És a tábua de salvação para quem pensa já nada poder
     esperar da vida;
És a consolação de tantas vidas desfeitas por meros
     caprichos ou erros descomedidos.
A Ti elevo meu pensamento;
Minha esperança de fazeres aquilo que outros não
     conseguiram;
Estuda, cresce, trabalha, poupa tempo e caminha
     melhor na vida, do que eu ou outros caminharam.
Aciona tua mente e controla teus impulsos, para que
     no fim possas cantar a vitória.
Ela será um bálsamo para a minha dor,
Consolação para a minha tristeza,
Alegria para todo aquele que em Ti confia,
E, de Ti, espera que um dia atapetemos de rosas os
     árduos caminhos que ora palmilhamos.
Tu és o futuro, o porvir, a nossa esperança em dias
     melhores, a nossa coragem,
A Fé na Paz que há de vir.
O Mundo é Teu e daqueles que depois de Ti vierem.


Em 21 de janeiro de 2003
Aida Almeida Lopes da Luz

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo