gazeta2.jpg (8041 bytes)

Perguntas e Respostas sobre Mediunidade 1

Questões colocadas no recurso "Fale conosco"

Mediunidade

Perg.: Como se manifesta a mediunidade? Como e quando sentimos que estamos bem assistidos pelas Forças superiores? Todo ser humano já nasce com mediunidade? Precisamos desenvolvê-la? Como e onde?

Resp.: Os capítulos "A Mediunidade" e "A Obsessão", da obra básica Racionalismo Cristão, disponível na Internet, responde a essas perguntas. Sugerimos que você os leia e estude. Se persistirem dúvidas, não deixe de voltar a enviar-nos um e-mail. Podemos antecipar-lhe alguns ensinamentos, como, por exemplo, todos somos médiuns intuitivos; não temos necessidade de desenvolver qualquer tipo de mediunidade; se desejarmos fazê-lo, que seja somente sob a proteção das correntes fluídicas formadas nas Casas Racionalistas (para afastar qualquer perigo de avassalamento e obsessão).

Minha filha é médium.

Perg.: Há muito tempo que freqüento uma Casa Racionalista. Tenho uma filha de 9 anos, muito agitada e médium, pois vive vendo luzes, e até tenta pegá-las. Faço irradiações todas as noites na hora de ela dormir, aliás, até me pede para fazê-las. E também procuro fazer todos os dias às 20 horas. Meu marido não confia muito nessa doutrina, mas eu e minha filha confiamos muito. Recentemente fui chamada à escola de minha filha, no Colégio... por uma educadora. Esta comentou que minha filha, que se chama P..., vive imitando bichos na hora do recreio, assustando seus amigos, e até arranhando-os como se fosse um leão. Ela adora animais e desde pequena adora imitar bichos, que aliás imita muito bem. É um jeito dela muito esquisito de ser, pois até bota a língua para fora igualzinho ao cachorro. Sinceramente, não sei o que fazer diante disso. Não sei se reprovo sua atitude, não sei se é anormal ou normal em uma criança de 9 anos de idade. Crianças hoje em dia não aproveitam muito a infância, não sei se é certo o que ela faz. Já cansei de lhe pedir para que parasse de imitar animais, uma vez que arranha, sem querer, seus colegas. A educadora do colégio me indicou uma psicóloga. Também não sei se devo ir, pois sei que muitos defeitos são originários da mediunidade das pessoas. Meu marido não concorda que tudo que se passa é decorrente da mediunidade. Fico desorientada. Por favor, me dê um retorno para que eu possa solucionar este problema.

Resp.: Como conhecedora e estudiosa da Doutrina Racionalista Cristã, você sabe que todas as crianças têm mediunidade durante os primeiros anos de vida. Essa mediunidade é natural e, geralmente, desaparece com o tempo. Pela idade da P..., já deveria ter desaparecido. Como tudo indica que isso não ocorreu, é bastante provável que ela manterá essa mediunidade pelo resto da vida. Daí ser necessário desde já educá-la apropriadamente, fazendo-a entender o que se passa com ela. Claro, de maneira que ela possa entender. Neste sentido, o Centro Redentor publicou um livro intitulado A chave da sabedoria, de Fernando Faria, onde o autor desdobra os ensinamentos racionalistas cristãos em forma acessível a jovens. Talvez você queira ler esse livro, que pode ser conseguido no Centro Redentor, em sua cidade.

Outra sugestão que você talvez queira considerar é assistir às sessões de Limpeza Psíquica (sessões públicas, às segundas, quartas e sextas-feiras, precisamente às 20 horas), em companhia da filha e do marido, se possível. Seria bom que ele também fosse, para que possa ter uma idéia melhor do que é que se ensina nas Casas Racionalistas Cristãs, e também se esclarecer. No Centro Redentor, há horários para atendimento pessoal em que você pode ir e consultar sobre o comportamento da P... e os cuidados necessários. Esse horário de atendimento pessoal depende de cada Filial, onde você deverá se informar.

Outro cuidado permanente é com a assistência astral em seu lar. Tomar muito cuidado para não criar condições para que o astral inferior possa se aproximar e passe a se utilizar das faculdades da sua filha P... para infernizar o ambiente. Ter sempre em mente os princípios racionalistas cristãos, sintetizados no capítulo "Síntese dos Princípios Racionais", do livro Racionalismo Cristão. Estude, também, o capítulo "A Mediunidade".

Os médiuns devem se cuidar mais.

Perg.: Tenho procurado conhecer ao máximo minha mediunidade. Na minha casa sempre se apresentam fenômenos "físicos". Já ouvi muitos ruídos e outras coisas, mas meu Pai, que era bastante esclarecido, sempre se referia ao assunto. Moro sozinho e às vezes as torneiras começam a pingar, começam muitos ruídos, ventania e outras coisas. Estou sempre vigilante para o astral inferior não dominar, conforme li em "Cartas Doutrinárias". Será que algum dia terei oportunidade de desenvolver minhas faculdades? Desde criança interessei-me pela Doutrina, pois meu Pai tinha os livros e até mesmo reunia toda a família à mesa para fazer a Limpeza Psíquica.

Resp.: Todo médium deve se cuidar mais. Como você sabe, os espíritos do astral inferior sempre estão à espreita para aproveitar qualquer oportunidade que se lhes apresente para se aproximar, perturbar e obsedar, principalmente os médiuns. Muitos dos fenômenos físicos a que você se refere são produzidos por espíritos inferiores (por iniciativa própria ou a mando). Desta forma, não se deve procurar produzir esses fenômenos. Vigie constantemente os seus pensamentos e alimente apenas aqueles de valor, repelindo energicamente os fracos, de desânimo, de desconfiança, inferiores enfim. Tenha uma vida bem disciplinada, com horário fixo e certo para todas as coisas: acordar, alimentar-se, trabalhar, estudar, divertir-se e dormir. Procure não conviver com pessoas de má conduta, pois, sendo um médium, como diz ser, seus fluidos têm facilidade para formar pólos de atração, verdadeiros ímãs, para espíritos e fluidos de outras pessoas. Assim, procure não freqüentar ambientes onde muitas pessoas se juntam. Se for obrigado a isso, faça o preparo mental antes, com irradiações ao Astral Superior. Os animais também são fontes de fluidos para os espíritos do astral inferior produzirem fenômenos físicos. Faça a Limpeza Psíquica diariamente em horários certos e inalteráveis, de preferência às 7:00h e às 20:00h. Cuide de seus pensamentos, de sua alimentação, que ambos sejam saudáveis. Em sua cidade há Casa Racionalista (há outras em várias cidades do seu estado). Você teria condições de freqüentá-la? Procure falar com o Presidente; talvez você possa prestar relevantes serviços à Doutrina, com grande proveito espiritual para si próprio e para a humanidade.

Nosso grau de desenvolvimento mediúnico

Perg.: "É da máxima importância, por isso, que cada um se esforce por conhecer o grau de desenvolvimento da sua faculdade ou faculdades mediúnicas, a fim de poder orientar-se, com acerto, no controle dos pensamentos", trecho do livro Racionalismo Cristão. Como podemos conhecer o nosso grau de desenvolvimento mediúnico?

Resp.: Em nenhum dos livros que temos conhecimento há indicações diretas de como "quantificar" a mediunidade. Mas, dos ensinamentos básicos do Racionalismo Cristão, podemos inferir alguma coisa a esse respeito. Sabemos que todos nós temos pelo menos a faculdade da intuição, que é a manifestação mais simples da mediunidade. Observando nosso próprio comportamento e atitudes diante das situações que se nos apresentam no cotidiano, podemos avaliar um grau a ser atribuído à nossa faculdade mediúnica. Por exemplo, podemos dizer que quanto mais irritável se torna uma pessoa diante de um acontecimento desagradável, mais alto é o seu grau de mediunidade. O desdobramento dessa linha de raciocínio pode ser feito com base no conteúdo do subcapítulo "Abalos morais e roteiro seguro", do capítulo "A obsessão", do livro Racionalismo Cristão.

Sobre a mediunidade

Perg.: Estive observando aqueles 32 itens do livro básico do Racionalismo Cristão que falam sobre os sintomas do estado inicial de obsessão. Tenho várias perguntas. Uma pessoa que não se encaixa em absolutamente nenhum deles, o que ao meu ver é até um pouco difícil, pode ser considerada uma pessoa com um grau de evolução bastante acentuado?

Resp.: Todos que estamos encarnados neste mundo temos nossas imperfeições, maus hábitos, etc. Nosso ideal é aperfeiçoar-nos, eliminar os maus hábitos, não adquirir novos. Os itens a que você se refere servem como um alerta, um guia para ajudar-nos a identificar situações que às vezes nos passam desapercebidas.

Perg.: Em relação à mediunidade também estou meio confusa. Quando se diz que quanto mais irritável se torna uma pessoa diante de um acontecimento desagradável maior é o seu grau de mediunidade eu posso então concluir que mediunidade nada tem a ver com evolução espiritual?

Resp.: A irritabilidade já é uma manifestação de influência do astral inferior. Quanto mais irascível se torna uma pessoa, mais condições oferece para as descargas fluídicas do astral inferior. No cotidiano, todos estamos sujeitos a momentos que requerem de nós cuidados especiais. Exercitar o espírito na prática da serenidade é um caminho eficaz para combater as irritações e encontrar condições de equilíbrio mental para se poder raciocinar com acerto. A mediunidade é uma faculdade psíquica que pode ou não ter relação com o grau de espiritualidade. Cristo foi um médium notável. Por outro lado, há espíritos que se cansam de perder encarnações sucessivas e escolhem encarnar com mediunidade para estar recordando, a cada momento, que há uma vida fora da matéria.

Perg.: A mediunidade é a propriedade que o espírito tem de se comunicar com os desencarnados, essa faculdade deixa-o porém com uma porta de entrada para os espíritos do Astral inferior atuarem e, quanto mais elevada a mediunidade mais escancarada essa porta está, assim como uma porta para os do Astral Superior se os médiuns estiverem "protegidos" pela doutrina do Racionalismo Cristão, não é?

Resp. Você colocou o assunto muito bem. A mediunidade é uma via de comunicação com os espíritos, desencarnados e encarnados também (através da telepatia, por exemplo). O que protege os médiuns são os conhecimentos seguros de como é a vida fora da matéria e, principalmente, a disciplina ensinada pelo Racionalismo Cristão. Essa disciplina traz segurança a todos (médiuns ou não) contra as investidas do astral inferior. Um resumo dessa disciplina se encontra no capítulo "Síntese dos princípios racionais", do livro Racionalismo Cristão. Estudando os ensinamentos desse livro, você compreenderá que é o próprio indivíduo, através da aquisição dos conhecimentos acerca da vida fora da matéria e dessa disciplina, quem constrói sua proteção.

Perg.: Ser médium (embora todos nós sejamos pelo menos de intuição) de incorporação ou aqueles que podem ver imagens, etc., é uma provação?

Resp.: Não existe "provação" alguma. Todos nós, médiuns desenvolvidos ou não, encarnamos com um programa de trabalho visando ao nosso aperfeiçoamento.

Perg.: Agora estou vendo os médiuns sob um outro prisma! Antes, se alguém me dissesse que era médium ou que podia fazer isso ou ver aquilo, eu ficava me achando tão comum, tão sem atributos espirituais e, portanto, longe de possuir algum grau de evolução relevante. Agora vejo-os como os pacientes imuno-deprimidos do meu hospital, tão desprotegidos, tão frágeis que qualquer gripe pode mata-los. A não ser que estejam protegidos pela redoma de vidro que impede que os vírus, bactérias e fungos penetrem. É isso mesmo? Neste caso, esta redoma seria seguir os ensinamentos valorosos do Racionalismo Cristão. Desculpe-me a dissertação.

Resp.: Nada há por que se desculpar. Gostamos da sua imagem e analogia muito bem construídas: cada indivíduo pode, com meios ao seu alcance, construir, à sua volta, um ambiente sadio para realizar sua evolução.

Em desdobramento, os médiuns vêem alguma coisa?

Perg.: No Racionalismo Cristão os médiuns em trabalho nas sessões de desdobramento vêem alguma coisa?

Resp.: Os instrumentos mediúnicos, durante o desdobramento, independentemente de possuírem vidência, vêem o que acontece porque acompanham as Forças Superiores no trabalho de limpeza astral dos ambientes que visitam. Nesse processo, os seus perispíritos também são utilizados para conduzir os espíritos inferiores até as correntes das Casas Racionalistas. Claro que isso só é possível se o médium for esclarecido e consciente dos seus deveres, como deve acontecer com todos os médiuns racionalistas cristãos.

Como saber se uma pessoa é médium?

Perg.: Fui um dia a uma Casa racionalista e fiquei muito entusiasmado com o que eu vi; gostei. Como a pessoa sabe se ela tem o poder de um médium?

Resp.: Ficamos felizes em saber que esteve em uma Casa racionalista e gostou. Isso mostra que você compreendeu a importância dos trabalhos que se realizam nessas Casas. Seu próximo passo, sugerimos, é estudar a Doutrina racionalista cristã e aplicar os seus salutares princípios no seu viver diário.

A obra básica Racionalismo Cristão e muitas outras estão disponíveis gratuitamente nos portais do Racionalismo Cristão, nos endereços... [indicados no Prefácio]. Talvez você queira ler antes o recém publicado livreto Noções de Racionalismo Cristão, que explica resumidamente os princípios racionalistas cristãos. Em seguida, sugerimos estudar o livro Racionalismo Cristão. Simultaneamente à leitura desse livro, você pode ler A vida fora da matéria, que ilustra em gravuras a dinâmica da vida imaterial.

Quanto a saber se uma pessoa é médium ou não, esta resposta você obterá com maiores detalhes no Racionalismo Cristão, capítulo "A mediunidade". Podemos adiantar-lhe que todos somos médiuns intuitivos e que esta mediunidade é um fenômeno natural, como o é a visão, a audição, etc.

Mediunidade é coisa séria.

Perg.: Uma mulher casada com um homem que gosta de beber consegue desenvolver a mediunidade? O que se deve fazer para ajudá-lo, tendo em conta que ele deve ter sensibilidade para as coisas do espírito, pois ele muitas vezes diz que há um espírito em sua casa.

Resp.: A mediunidade é uma coisa séria, muito séria. Se você deseja desenvolvê-la, deve antes se aprofundar no estudo dessa faculdade. Precisa estudar o livro Racionalismo Cristão, principalmente os capítulos "A mediunidade" e "A obsessão". Deve ficar bastante familiarizada com a ação dos espíritos do astral inferior, estudando cuidadosamente o livro A vida fora da matéria. (Estas obras e outras mais estão disponíveis gratuitamente nos portais do Racionalismo Cristão, na internet.)

Ficará sabendo que é um risco enorme desenvolver e exercer a faculdade mediúnica fora das correntes organizadas pelas Casas racionalistas cristãs.

Se você pretende desenvolver a faculdade mediúnica para colaborar com os trabalhos de uma Casa racionalista cristã, procure o presidente da Casa e exponha as suas intenções. Ele saberá orientá-la. Se pretende desenvolver aquela faculdade apenas por curiosidade, então sugerimos enfaticamente que se esqueça disso. É claro que você é dotada de um livre-arbítrio, que respeitamos em toda a sua extensão, que lhe dá o direito de conduzir a sua vida como quiser.

Se seu marido tem o vício da bebida, isso é um risco adicional para você, pois ele é um foco de atração de espíritos inferiores que passam a atuar sobre ele e sua vizinhança desprotegida. A forma de ajudar o seu marido é fazê-lo ver que está causando um dano a si mesmo, em prejuízo da encarnação.

Ele não veio a este mundo-escola para se tornar um viciado. Ao contrário, veio para proceder ao seu progresso espiritual, e parte de sua luta é livrar-se do vício, o que terá de fazer nesta ou em encarnações futuras. Convide-o a estudar a Doutrina racionalista cristã e a freqüentar uma Casa racionalista cristã para sentir o trabalho que nelas são desenvolvidos.

Esperamos ter respondido a contento a sua pergunta. Se persistirem dúvidas, ou se quiser continuar a trocar idéias, estamos ao seu inteiro dispor.

Minha filha é médium de incorporação.

Perg.: Gostaria muito que vocês me ajudassem com algumas palavras orientadoras para minha irmã. Sempre comento com ela sobre o grupo de racionalista cristãos, na internet, e ela ontem me mandou uma carta para que eu transcrevesse para vocês, pois ela ainda não tem acesso à internet e não teria como enviar a carta. Segue a carta:

"Tenho um filho de 15 anos que parece muito evoluído e uma filha de 12 anos. Minha filha é médium de incorporação, o que eu só percebi depois dos seus 10 anos. O problema é que ela não sabe conviver com essa mediunidade, não sabe enfrentar problemas. Até um tempo atrás, quando ela não estava indo ao Racionalismo com freqüência, ela via espíritos do astral inferior. Quando isso lhe acontece ela grita, chora etc... Tem horas em que ela está normal, mas tem horas em que eu percebo que está diferente, com um comportamento tipo de débil mental, mas controla-se quando percebe meu olhar. Tem ido uma vez por semana ao Racionalismo Cristão de C... Depois que comecei a ir com mais freqüência, ela deixou de ver coisas, mas, às vezes, continua com este comportamento de débil mental, triste, chora e se aborrece por qualquer motivo, não tem ânimo nem para comer. Quando reage é só para não me ver triste. Ela já leu o livro A chave da sabedoria duas vezes e está lendo o Racionalismo Cristão e Retalhos de vida. Meu marido, meu filho e eu temos procurado orientá-la e ter toda paciência com ela. Converso com ela sempre a fim de fortalecê-la e acalmá-la."

"Tem mais alguma coisa que posso fazer para amenizar este problema? Agradeço a atenção de vocês."

A carta da minha irmã é esta. Gostaria de acrescentar alguns detalhes. Eu e minha irmã conversamos muito, falo sempre para ela que depende mais dela conseguir progressos com minha sobrinha, porque esta é muito fraca, também por causa da idade, mas nós sempre notamos que ela é um espírito atrasado. Não tem nada a ver com o meu sobrinho que sempre demonstrou ser um espírito muito evoluído. Digo à minha irmã que ela tem que levar a C... (minha sobrinha) sempre às sessões, conversar muito com ela, ter muita paciência, fazer sempre as irradiações e criar sempre um clima bom dentro de casa. Sabemos que depende muito mais dela para ajudar a C.... Minha irmã é um espírito excepcional, conformado, paciente, amigo, compreensivo, muito calmo, que já passou por coisas que teria feito a maioria das pessoas que eu conheço fraquejar. Mas ela sempre esteve firme, nunca se deixou desanimar. É uma pessoa que eu admiro muito, também já me ajudou e me ajuda muito e sempre que posso faço o mesmo por ela. Somos totalmente diferentes, mas nos entendemos como poucos. Talvez por termos os mesmos objetivos de vida. Por entendermos o que estamos fazendo aqui e por levarmos a sério os ensinamentos recebidos do Racionalismo Cristão.

A minha sobrinha piorou muito há uns poucos meses quando a avó paterna dela morreu. Ela se entrega muito às coisas ruins que acontecem à sua volta. Seja na rua ou em casa, qualquer coisa mexe com ela, ela fica triste e impressionada com as coisas ruins que ela vê. Minha irmã logo nota a mudança dela. Tem horas que ela fica agressiva e totalmente irritada. Meus filhos que vivem muito lá por causa do colégio, sempre vêem isso e eu também converso muito com eles para que tenham paciência e entendam o que acontece.

Agora ela melhorou um pouco, mas, às vezes, parece que ela tem menos idade do que tem. Converso também com ela por telefone para tentar ajudá-la, mas é difícil. No mês passado, quando as coisas estavam muito ruins, ela, que sempre foi a primeira aluna da turma, começou a faltar às aulas e a diretora chamou minha irmã para conversar e também conversou com a C... Quando as coisas estavam piores, chegamos a ficar realmente preocupadas, pois nada melhorava. Ainda está longe de ficar normal, mas deu uma melhorada.

Desculpem por tomar tanto o seu tempo, mas gostaria muito de poder ajudar minha irmã de alguma maneira.

Resp.: Você pode nos escrever sempre que quiser. Nunca nos causará qualquer incômodo, esteja certa disso.

A sua sobrinha está passando por uma fase bastante delicada, pela idade e, mais ainda, pela mediunidade que possui. Pelo que você nos conta, estão agindo acertadamente levando-a freqüentemente às sessões de Limpeza Psíquica. Também é necessário proceder à Limpeza Psíquica no lar, diariamente.

É igualmente importante que ela entenda a sua situação de médium e considere isso uma realidade bastante natural, mas que precisa ser entendida e trabalhada. Ela deve compreender que os espíritos do astral inferior se comprazem em amedrontá-la. Sabendo que ela é médium vidente, eles criam imagens e situações horrorosas com o único propósito de apavorá-la. Apesar disso, não se deve odiar esses pobres espíritos como não se deve odiar ninguém. São vítimas da ignorância de sua própria condição.

Mas, também, não é necessário aceitar a presença deles. Ela deve saber como reagir quando eles pretendem se aproximar, elevando os seus pensamentos ao Astral Superior através de irradiações conscientes.

Pelo relato de sua irmã, complementado pelas suas observações, nota-se que sua sobrinha tem vontade fraca, que precisa ser fortalecida. Uma forma para começar um treinamento nesse sentido é mantê-la sempre ocupada, atribuindo-lhe, e cobrando resultados, tarefas simples, além de suas obrigações escolares normais, e que requerem concentração. Talvez ela goste de ler, bordar, fazer tricô, estudar piano ou violão, etc..

Todo médium, como você bem sabe, tem uma sensibilidade muito desenvolvida. Daí, muitas vezes sentirem-se tristes, desanimados, abatidos, em conseqüência dos efeitos das correntes inferiores que abundam na atmosfera de nosso planeta e que os médiuns detectam, consciente ou inconscientemente. É nesses momentos que o médium deve reagir com vigor, pensando em coisas agradáveis, lembrando-se dos momentos alegres pelos quais já passou.

Talvez vocês queiram dizer à sua sobrinha que sua mediunidade, apesar de todos esses problemas, passageiros, que a afligem, se for bem cuidada, entendida e controlada pode ser de muita serventia em sua fase adulta.

Ela deve estudar e reestudar, constantemente, o livro Racionalismo Cristão, principalmente os capítulos que tratam da encarnação, desencarnação e mediunidade. Talvez ela goste de ler a obra A felicidade existe e A morte não interrompe a vida, ambos disponíveis nos portais do Racionalismo Cristão que você conhece.

Finalmente, talvez queiram conversar com o presidente da Filial que vocês freqüentam. Há um horário de atendimento personalizado que pode ser informado pelos auxiliares das sessões públicas. Nesse atendimento, é aconselhável que estejam presentes os pais e a menina.

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo