gazeta2.jpg (8041 bytes)

Construir

Mori Mitre

Construir, dar vida, fazer acontecer. Mais que uma atitude, reflete um estado natural de todo ser que sempre é capaz de muito mais. O sonho, visto nos mínimos detalhes, em suas cores e formas, é a argamassa astral daquilo que se pretende realizar, tendo-se até a impressão que aquela obra já existe. E é verdade, pois tudo é pensamento em essência. Diferentemente dos irracionais, somos capazes de intuir, pensar, refletir, agir e conseguir. Boas obras são o fruto da grande elaboração universal, já que não estamos sós. Quantas mentes vibram em uníssono, num mesmo diapasão e instante, dando vida ao pensamento gerado num ponto do planeta. E a corrente superior suporta desde o projeto até sua conclusão. Quantas vezes, em mínimas tarefas, percebemos a ajuda mútua que se evidencia tão claramente. E naquelas horas mais graves, quando tudo parece exaurir-se, uma força vinda de algum lugar, pela via de um amigo, ou até mesmo de um desconhecido, nos contorna o problema que a princípio nos parecia insolúvel.

Construir é mais que verbo. É a absorção e modelagem de insumos que certamente vão gerar felicidade aos outros e a nós mesmos. Portanto, os sonhos de construir que nos acompanham desde os primeiros castelinhos de areia, ou mesmo em toscas pecinhas formando um forte apache, ou um pequeno avião que só mesmo a gente percebe até o ronco do motor, são a grande obra da natureza em cada um de nós.

É quando recebemos dela a seiva pura que, se trabalhada a contento, irá criar o alimento fértil para a mente e o corpo. Vamos, portanto, construir sempre!

Começando pelo pensamento. Felicidades estão reservadas àqueles que constroem seus novos mundos a cada momento e neles habitam juntamente com os irmãos, em paz!

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo