Teste de conhecimentos da doutrina racionalista cristã

289. Devemos olhar nosso semelhante como um irmão em essência. Comentar. (Responda a você mesmo: você age assim?)

A questão se refere a "irmãos em essência" e na essência está o lado puro do ser, o espírito, que mesmo no indivíduo mais torpe é uma partícula do Todo e como tal, queiramos ou não, é nosso irmão, "irmão em essência". Então, nessa linha de pensamento, inclusive neles, nos torpes, há um espírito que em sua natureza não compartilha com a índole do indivíduo perverso e, no mínimo, merece a comiseração dos espíritos encarnados altruístas
Antonio Gurjão Praxedes
Militante na Filial Belém do RC

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo