Teste de conhecimentos da doutrina racionalista cristã

288. A renúncia (não confundir com desistência) é uma qualidade do espírito que precisa ser aprimorada. Comentar. (Responda a si mesmo: você a pratica?)

Devemos aprimorar todas nossas qualidades espirituais. É assim que avançamos em nosso programa evolutivo. Citemos o luminar escritor Luiz de Souza, em sua obra "Ao encontro de uma nova era": "[renuncia] quem deixa altruisticamente o melhor para o seu semelhante; quem sacrifica o seu bem-estar em favor de quem dele mereça e mais precise sem se fazer de mártir: o pai que restringe os seus benefícios em prol da saúde e melhor educação dos seus entes; a mãe que moureja ao lado dos seus rebentos para que nada lhes falte ou de mal aconteça, sem sentir lástima pela sua abnegação; renuncia aquele que se priva do bem que merece para atender um labor de aproveitamento coletivo: aquele que venceu totalmente o apego às coisas da Terra; aquele que põe de lado as suas conveniências, quando considera maiores as da comunidade; aquele que se sente satisfeito com o que tem, sem deixar, contudo, de se esforçar por melhorar e progredir em todos os terrenos".

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo