Teste de conhecimentos da doutrina racionalista cristã

216. O que prende um espírito no astral inferior?

Nos dois testes anteriores vimos que o espírito, nos processos de encarnação e desencarnação, se envolve com campos de manifestação. Desses campos retira material necessário para a completa formação do corpo físico. Esse material é constituído de matérias etéricas (com as forças correspondentes atuando sobre elas) que são agregadas ao corpo físico e ao corpo fluídico que o espírito trouxe de seu mundo de estágio. Esse material etérico pertence aos campos que envolvem o planeta Terra e aqui devem ficar quando o espírito desencarnar.

É no processo de desencarnação que os corpos físico e fluídico devem devolver o material etérico que tomaram emprestado. Enquanto não se livrar totalmente desse material, pertencente à atmosfera fluídica do mundo Terra, o espírito continua aqui preso, pela Lei de Atração.

Algumas pessoas dizem ver uma névoa pairando sobre o túmulo de um defunto recém enterrado. Dizem ser o corpo astral do morto. Não é! O que está acontecendo é um fenômeno natural. O corpo físico está entrando em estado de putrefação e devolvendo cada tipo de matéria etérica (e forças correspondentes) aos seus campos afins, deste planeta. O espírito com seu corpo fluídico já não se encontra ali preso ao corpo físico.

Esse processo que ocorre com o corpo físico é regido por leis naturais e não sofre interferência do espírito. Já assim não ocorre com o material etérico impregnado no corpo fluídico. Com seu livre-arbítrio, o espírito pode dificultar, ou mesmo impedir, esse processo de devolução ao continuar alimentando vícios e insistindo em manter vínculos com bens, pessoas ou ocorrências materiais.

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo