Teste de conhecimentos da doutrina racionalista cristã

143. O medo é
(1) uma fraqueza do espírito;
(2) um recurso de defesa;
(3) um refúgio psíquico;
(4) outra alternativa: especificar.


O medo é uma fraqueza do espírito, fraqueza essa que pode ter tido sua origem logo na primeira infância em consequência de invencionices incutidas na imaginação das crianças. Pode, também, ser consequência de experiências em vidas anteriores.

Já madura, a pessoa pode se livrar desse sentimento nocivo fortalecendo-se com o estudo e entendimento das Leis Naturais.

Não se deve confundir medo com precaução, cautela e prudência.

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo