Teste de conhecimentos da doutrina racionalista cristã

30. O que você tem a dizer sobre o tema "aborto"?

Não vamos considerar o caso de abortos acidentais ou de natureza fisiológica. Nossa intenção é analisar o caso de aborto provocado.

O Racionalismo Cristão não se pronuncia explicitamente sobre o aborto. Seus ensinamentos nos orientam a bem usar nosso livre-arbítrio para resguardar-nos de sofrimentos que poderiam ser evitados.

Todos temos uma consciência que nos indica o que é certo e o que não é. Sabemos que um aborto significa impedir um espírito de vir à Terra cumprir suas obrigações diante das Leis Naturais. Desta forma, em princípio, o aborto provocado é um crime espiritual.

Como foi bem colocado nas respostas enviadas, há situações que requerem uma análise mais cuidadosa. Em 1996, em entrevista de José Alves Martins publicada na edição especial de dezembro do jornal "A Razão", o dr. Humberto Machado Rodrigues, Presidente do Racionalismo Cristão, admitiu o aborto quando houver risco de vida para a mãe; do nascituro; e no caso em que a gravidez for conseqüência de estupro. Estas três exceções são admitidas pela legislação penal brasileira, a qual considera crime o aborto praticado fora delas.

Fevereiro 2008

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo