gazeta2.jpg (8041 bytes)

A origem da vida é a Força Criadora

Aquiles Moisés dos Santos

Na terra, como na terra e no espaço, como no espaço. É bom que cada ser humano conheça a importância da Ciência, mesmo que ela possa mudar de opinião sobre ponto antes defendido como certo, mas a Ciência busca sempre melhorar as condições de vida dos habitantes do planeta Terra.

O retrato visível que o planeta Terra pode contemplar da Força Criadora ou Deus é a Natureza, onde tudo, desde o infinitamente pequeno ao infinitamente grande, demonstra a existência de um ser superior, que chamamos de Deus, Força Criadora, Grande Foco, Inteligência Universal, Ser Supremo, Allah, Supremo Arquiteto do Universo, etc.

A Ciência já é capaz de acompanhar minuciosamente o desabrochar da vida em tudo que vida tem, mas não pode criar a vida. Em qualquer semente, mesmo na pequena semente de mostarda, está inserida a vida que vai dali brotar, do mesmo jeito que, na fecundação humana, o homem entra com o espermatozóide, a mulher, com o óvulo e, por uma Lei Natural, os dois se atraem, mas o dono real que vivifica e dá vida a esse organismo a nascer aqui na Terra é uma centelha de Luz vinda de mundos astrais fora da atmosfera da Terra, de acordo com a evolução de cada um, verdadeira centelha de Luz vinda da Força Criadora, que é a origem de tudo que tem vida.

Humanamente entendendo, é como se houvesse uma ducha gigantesca cobrindo todo o planeta Terra e suas gotas fossem descendo invisivelmente, atraídas cada uma para seu lugar certo, tomando conta dos barquinhos humanos que vão nascer e receberem o nome de espíritos ou almas e possuindo livre-arbítrio, vontade e pensamento, faculdades essas de que cada espírito vai aprender a servir-se para sua evolução.

E aí a luta é mais palpável e a evolução se torna mais evidente, já que cada ser humano tem vontade de buscar o melhor que pode para seu progresso e, nesse buscar o melhor, cada um pode experimentar a fome, a miséria total, a fartura, a riqueza , a pobreza, a loucura, a sabedoria, as cadeias e tudo mais, dependendo de sua conduta. E o caminhar continua num ir e vir, até que essa Partícula de Luz, já revestida de muitas qualidades, possa finalmente partir deste planeta Terra e ir ocupar uma das casas do Pai, seu mundo de Luz, bem em outra dimensão, onde imperam o saber e a justiça, e onde a evolução não pára, já que a meta a ser atingida é o crescimento cada vez maior.

Naqueles planos a vida continua regida por outras Leis próprias daqueles mundos, mas que continuam sendo Comuns, Naturais e Imutáveis.

Novembro de 2006

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo