gazeta2.jpg (8041 bytes)

Espelho mágico

Aida Almeida Lopes da Luz
Eliane de Fátima Cardoso Ramos

Ficai certos de que a adversidade não vence aqueles que são esclarecidos; ao contrário, até os estimula a continuar na luta, até os ajuda, porque sabem que sem adversidade pouco poderia ter sido feito, sentindo-se, portanto, recompensados pelas vitórias alcançadas, ainda que aparentemente irrisórias. (Antonio Cottas)

Sejamos claros, se o tema "Valores" alerta-nos para algo, é porque o temos.

Valores: Juízo de Valor, julgamento que anuncia uma apreciação. São conjuntos de qualidades que distinguem o passado, o presente ou o futuro de uma pessoa, um povo, uma nação.

"Narciso, personagem da mitologia Grega. Era um jovem pujante, vaidoso e orgulhoso, recusava o amor de todos, incluindo o da deusa "echo", acreditando apenas na sua beleza. Foi punido por sua indiferença, a amar a sua própria imagem, em um lago na montanha. Um dia, ao agachar-se nesse lago, viu sua própria imagem refletida na água. Narciso não podia deixar de admirar-se, apaixonou-se pela sua própria imagem, incapaz, porém, de a possuir. Assim, morreu de fome, porque não podia deixar o local, pois sua imagem desaparecia ao afastar-se de lá, tornando-se uma flôr" (Encyclopedia Online - Yahoo! Education)



Assim é, quando olhamos para alguém e percebemos valores, sejam eles negativos ou positivos, estamos vendo algo que conhecemos muito bem, por isso o identificamos. Concluímos que se vemos bondade, ela está implícita dentro de nós, ou o inverso da moeda, se vemos os defeitos, é um bom indicador que possuímos algo que precisamos nos questionar.

Devemos considerar seriamente essa reação dentro de nós mesmos, quando observamos nossos semelhantes e o que nos inspiram: repulsa ou elo de ligação; amargura ou alegria; ódio ou prazer na aproximação; tensão ou confiança.

Ao criticarmos, ao fugirmos, ou se punimos severamente um Ser, temos algo a dizer para nós mesmos. Porque fugimos? Por que somos tão críticos em relação a determinadas pessoas? Por que não queremos tomar contato com elas? O que nos mete tanto medo? Por que nos ressentimos? Por que nos desencantamos? Por que ignoramos as pessoas mais próximas?

Geralmente ignoramos nossos defeitos e ressentimentos, e, ao aflorá-los, tomamos contato, e passam a nos incomodar por que requerem o nosso esforço de convivência.

São nossos resíduos, conseqüências de nossas próprias negligências, teremos a chance de uma reforma de foro íntimo. Poderemos exterminá-los naturalmente e a tempo de não ferir mais ninguém, inclusive a nós mesmos.

No espelho mágico da vida, temos a oportunidade de olhar para dentro de nós próprios, e encontrar nossos reflexos, os mesmos que as demais pessoas nos vêem.

Se gostamos de nós, temos uma grande possibilidade de que as demais pessoas também gostem. Ao encararmos, "honestamente", esse parâmetro de nossa própria identidade, ele nos poderá ajudar, e muito, a reformar nossas atitudes. Nossas atitudes são o retrato, a forma de como nos vemos. Precisamos invadir e explorar esse território de nossas atitudes, se queremos realmente ver uma mudança em nossos sentimentos.

A magia, ao descobrirmos nossas saliências no espelho mágico da vida, tornar-nos-á mais felizes, pois vamos completando nossa sabedoria íntima. Vamos mudando a qualidade de nossos reflexos e atitudes.

Todo ser encarnado que descortina dentro de si suas mazelas, negligências, sentimentos de malquerença, sensualismos, vinganças e seus comodismos, principia, dentro de si, a ruptura com os espíritos obsessores e suas cargas pestíferas. Seus pensamentos passam a vibrar em uma nova cadeia de valores.

Recomenda-se a prática da Limpeza Psíquica do Racionalismo Cristão, como uma das medidas de mais alto valor, e esta necessita ser feita, diária e disciplinadamente, duas vezes ao dia: às 7h00 da manhã e às 8h00 da noite. Estes são os horários determinados, podendo, se necessário for, fazer-se mais vezes. Assim, vamo-nos habituando a um viver disciplinado, metódico e consciente, conquistando o equilíbrio espiritual e físico.

"Essa prática de higiene mental consiste nas irradiações, que são vibrações do espírito, com as quais se opera o afastamento do astral inferior para fora da atmosfera da Terra. Esse afastamento é produzido por espíritos do Astral Superior que, em entrosamento com os pensamentos disciplinados dos seres de boa vontade, em exercício mental nas Casas Racionalistas Cristãs, ou em colaboração com estas, operam a Limpeza Psíquica" (Prática do Racionalismo Cristão)

Quando a nossa aproximação espontânea a um Ser nos conforta, transmitindo-nos vibrações, que traduzem sentimentos como: bondade, bom caráter, disciplina, espiritualidade, coerência, paciência, amor ao próximo, dignidade, honradez, fidelidade, responsabilidade, justiça, gratidão, lealdade, amizade, sinceridade, fraternidade, estímulo, simpatia, prudência, tolerância, moderação, cortesia, nobreza, humildade etc... são atributos, símbolos, distintivos dos reais valores.

Pois, são as sementes que, sem nos preocuparmos com o resultado, lançamos ao solo e deixamos que germinem, floresçam, frutifiquem e cresçam, segundo as possibilidades do terreno. É só aguardar o tempo.

O mundo está carente de tais "valores", e, principalmente dos "espirituais".

Valores são princípios para que todos possam substituir os infortúnios por alegria e bonança. Os valores de ordem moral evidenciam todo aquele que sabe arcar com a responsabilidade dos seus próprios atos, mesmo que tais atitudes lhe tragam sacrifícios. Há pois que salvaguardar gestos, atitudes que traduzem valor e nobreza. Finalmente encontraremos o elo perfeito, Valor e Nobreza estão dentro de grande conceito Espiritual.

Agradecimentos: E.F.C.R. agradece o Professor Wilson Candeias Moita e A.A.L.L. por incluírem-na como co-autora deste artigo.

maio de 2007

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo