gazeta2.jpg (8041 bytes)

É preciso ter um objetivo elevado na vida

Gilnei Castro Müller

Todos os espíritos que vêm ao planeta Terra, um dos Mundos-Escola do Universo, e tomam posse de um corpo físico do sexo masculino ou feminino, vêm para cumprir uma importante missão que é planejada pelo próprio espírito em todos os seus detalhes, escolhendo até mesmo o ambiente e quem irão ser seus pais.

Essa missão quando bem desempenhada durante as quatro fases da vida física, oportuniza ao espírito reencarnante, além de alcançar maior evolução espiritual, resgatar possíveis débitos de vidas passadas e se conhecer como força espiritual quanto à sua constituição como alma e corpo ou Força e Matéria, vivendo assim com maior inteligência as vicissitudes que a vida terrena lhe impõe.

Porém, atualmente, um grande número de espíritos após tomar posse do seu corpo físico se esquece completamente do planejamento anterior, passa a se embrenhar em maus caminhos colocando em prática somente atos e ações contrários às leis naturais que regem a vida entre seus semelhantes. Outros além de se esquecer de alimentar os seus espíritos com vibrações positivas, vivem ao léu sem nada fazer e muito menos se preocupar em traçar uma rota ou plano para seguir em suas vidas que possa objetivar o seu progresso ou elevação de sentimentos para o dia de amanhã.

Aqueles espíritos encarnados que já possuem plena lucidez espiritual quanto à sua constituição astral e física não ficam a esperar por milagres, porque sabem que eles não existem, procuram pensar alto mantendo em seu íntimo um objetivo racional e lógico que irá se refletir em seus atos e ações conduzindo-os ao caminho certo da vitória no término da sua trajetória terrena.

Portanto, se pode afirmar que os espíritos que hoje se encontram encarnados e já se conhecem como força espiritual quanto à sua constituição astral e física, que já sabem viver racionalmente as duas vidas, a material e a espiritual, esses que assim procedem mantendo e sabendo alimentar um objetivo elevado e racional em suas vidas terrenas jamais irão entrar em depressão ou alguma obsessão espiritual por maiores que sejam as suas atribulações.

Fevereiro de 2007

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo