gazeta2.jpg (8041 bytes)

Revelações da dimensão astral
O Racionalismo Cristão: uma doutrina filosófica de carácter espiritualista

Hans Bogers

Hans Bogers, um terapeuta formado no ocidente, conheceu a religião Santo Daime – uma tradição animada e com uma tradição psicológica de curas –, durante uma estadia de um ano e meio no Brasil.

Graças às experiências com o Santo Daime, ele foi notando cada vez mais de que os quadros de explicações físicos e psicológicos por nós conhecidos, não conseguiam abranger e conceder o devido lugar à grande diversidade da experiência humana. Tanto os problemas psíquicos, os quais temos a tendência freqüente e rápida de tratar através de medicação, como as experiências ilimitadas de tradições espiritualistas, não são reconhecidos e são ainda tabu no mundo ocidental.

Na Holanda ele entrou em contato com o Racionalismo Cristão, um movimento em que, tal como na religião Santo Daime, reconhece haver uma ligação entre causas físicas, psicológicas e espirituais nos problemas de saúde. Hans Bogers freqüenta com regularidade o Centro deste movimento em Roterdão. Uma história em primeira mão.


O meu interesse pela vida espiritual tornou-se ainda mais intenso do que já era quando, em agosto de 2005, sofri uma hemorragia cerebral que foi quase fatal, e fui levado com sirenes ligadas no meio da noite, e internado no hospital universitário de Leiden, o LUMC. Fui operado com urgência várias vezes. Revelou- se que uma das veias na minha cabeça continha uma fístula que havia dilatado e rompido. Percorri um longo caminho, mas não passou duma intensa experiênica de quase morte (EQM); pelo visto ainda não era a minha hora. A experiência de EQM e o fato de estar de cama, fizeram-me perceber, ainda mais do que antes, que as experiências cerebrais têm no fundo a mesma função. São percepções localizadas nas camadas mais profundas do espírito humano, que são coletivamente e nas circunstâncias certas universalmente disponíveis.

Felizmente, eu tinha conhecido havia já quatro anos, até para grande surpresa minha, um movimento na Holanda que organizava aqui reuniões espirituais diariamente, desde 1982.

Este movimento tem muitos membros na Europa, que falam a língua portuguesa, que têm como origem as colônias portuguesas, tal como a comunidade caboverdiana. Eles organizam encontros que são acessíveis ao público, e é conhecido pelo nome de Racionalismo Cristão.

Esta doutrina mediúnica, filosófica, tem na Holanda dois centros em Roterdão, um em Haia e um em Amsterdão. O grupo contém umas centenas de assistentes, e tem outros centros fora da Europa, no Brasil, em Cabo Verde, na Bélgica, em Luxemburgo, na França e em Portugal.

O Astral Superior

O Racionalismo Cristão foi fundado no Brasil em 1910 por Luiz de Mattos e Luiz Alves Tomaz, ambos negociantes de origem portuguesa. Eles haviam chegado à conclusão de que as religiões existentes e a medicina não ofereciam soluções para muitas doenças, que estavam ligadas à psique do ser humano. Luiz de Mattos, que havia estudado várias religiões e filosofias, cuidou do conteúdo intelectual, assistido e apoiado por espíritos do Astral Superior. Luiz Alves Tomaz cuidou da organização. Os fundadores do Racionalismo Cristão basearam-se na filosofia de Jesus Cristo. Os seus ensinamentos não eram interpretados corretamente pelas igrejas, segundo os fundadores, e principalmente por estas negarem o princípio da reencarnação. Os valores morais explanados por Jesus Cristo formam a base da Doutrina racionalista cristã, na qual, aliás, é recusado por completo o misticismo bíblico com a sua mensagem de salvação no além vida. O Racionalismo Cristão quer mostrar o caminho da espiritualidade ao ser humano, mas deixa-o completamente livre para proceder à sua escolha.

O Racionalismo Cristão desenvolveu uma codificação de esclarecimentos, no qual a imortalidade da alma é central. Também foi chegando à conclusão de que somente as células do cérebro não estavam capacitadas para produzir consciência, pensamentos e memórias. Nesta codificação o uso consciente do livre-arbítrio tomou um lugar muito importante, e deste modo se concede a cada um a total responsabilidade dos seus atos.

O Racionalismo Cristão desvia-se completamente da visão do "sobrenatural" da igreja cristã. Segundo esta Doutrina os fenômenos sobrenaturais são acontecimentos completamente naturais, que podem ser explicados e elucidados pelo uso consciente da mediunidade, praticada sob a supervisão dos Espíritos Superiores.

O Racionalismo Cristão conhece a combinação especial da figura histórica de Jesus Cristo, que era assistido pelos seus servidores, que realmente ofereciam auxílio aos que sofriam neste mundo. As mensagens transmitidas pelos médiuns fazem com que outras dimensões se tornem acessíveis para consulta.

Os médiuns sempre tiveram um papel importante na transmissão de mensagens, na história da humanidade. O Racionalismo Cristão reconhece esta longa história, como podemos ler numa obra de estudo deste movimento, no qual se presta homenagem a um dos primeiros médiuns, a Pythia, uma sacerdotisa que trabalhava para Apollo. Ela era uma mulher simples, de origem humilde, misteriosa e sem uma educação formal que, em dias especiais da semana, prestava serviços como óraculo. Esta sacerdotisa e o povo pensavam que um espírito santo falava através dela.

Na visão do Racionalismo Cristão existem pessoas dotadas de talentos especiais que estão capacitadas para transmitir revelações provenientes do mundo espiritual. Note-se que as reuniões do Racionalismo Cristão têm lugar sem qualquer forma de ajuda exerna na mudança de consciência, até o fumo é proibido durante a sessão. A mudança de consciência é realizada somente através da concentração firme e da meditação.

Poder mediúnico

Visito com certa regularidade o Centro Redentor em Roterdão, um edifício discreto, numa rua normal. Apesar da presença de mais de cem pessoas no simples recinto, o ambiente é de meditação e atenção. Os homens sentam-se num lado do recinto e as mulheres sentam- se no outro lado. Também encontram-se homens e mulheres que não se sentam nas filas de cadeiras, mas que permanecem de pé nos corredores, disponíveis como ajudantes.

A sessão começa quando o presidente toma a palavra. Em seguida um homem sentado no outro lado da mesa, em oposição ao presidente, repete um par de vezes as designadas "irradiações". Estas são invocações dirigidas aos assistentes astrais do Centro, para que estes se tornem ativos e protejam os presentes.

Com um curto toque na mesa grande de madeira, o presidente dá o sinal aos vários intrumentos mediúnicos. A grande importância destes trabalhos espirituais reside no fato de se transmitirem conselhos do nível astral aos familiares dos espíritos desencarnados. As mensagens são no entanto também de grande valor para a assistência, que não tem nenhuma relação familiar com os espíritos desencarnados. [Nota dos Editores: o autor não interpretou corretamente as manifestações mediúnicas; no Racionalismo Cristão não há esse tipo de comunicação de espíritos com conselhos a familiares ou a conhecidos.]

Nesta filosofia mediúnica é central a capacidade de desenvolver as qualidades, para que nos tornemos mais sensíveis para aquilo que já anda no ar. Dado a esta sensitividade crescente, podemos nos tornar um receptor de mensagens de outros seres. Seres que na nossa realidade linear, parecem estar separados fisica e espiritualmente, mas que no campo ilimitado da espiritualidade, mostram- se capazes de nadar no mesmo oceano.

Quando é usado de forma equilibrada, o poder mediúnico sempre beneficia as grandes dádivas que favorecem a humanidade inteira. O contrário, porém, também é uma realidade: poderes desenvolvidos em desarmonia podem ter consequências desastrosas, especialmente quando usados para o mal.

Na atmosfera que envolve o planeta Terra encontram-se muitos espíritos e os pensamentos que estão ligados a estes formam duas correntes de energia distintas: a corrente do bem e a corrente do mal. Quando o poder mediúnico é desenvolvido, aumentam os perigos para o médium. É de extrema importância, especialmente tratando-se de talentos mediúnicos potentes, que os médiuns se esforcem para higienizar as suas capacidades mediúnicas. Alguns pacientes psiquiátricos são, na realidade médiuns, os quais, devido à falta de conhecimento sobre as suas faculdades mediúnicas, perdem-se entre as distintas dimensões da consciência.

Limpeza psíquica

Na extremidade da mesa encontram-se duas cadeiras de madeira especiais; os visitantes que necessitam uma atenção mais intensa para o processo de cura são convidados a sentarem-se nessas cadeiras. Ao redor destas cadeiras encontram-se três homens de pé, que transmitem as boas irradiações. Como freqüentador do Centro também fui convidado para me sentar numa destas cadeiras e posso somente dizer que fica-se aí sentado durante um bom tempo.

Recebi uma grande quantidade de lições valiosas. A lição mais importante é que o ser humano é mais do que a matéria, e que o espiritual também é de grande influência – ou talvez até fundamental – para o processo de cura.

Pode-se até afirmar que do ponto de vista espiritual, a encarnação na matéria tem lugar para que nos tornemos conscientes da ligação entre o espiritual e o matérial.

A hemorrogia cerebral, a narcose e a operação na cabeça tiveram efeitos prejudiciais tanto para o meu corpo como para o meu espírito. Também fui diagnosticado com a doença de Parkinson, para a qual recebi muita medicação que, de certo, não ajudou na minha abertura espiritual. Mesmo assim pude constatar que a energia curativa dos guias desta escola espiritual tiveram uma influência benéfica tanto no meu corpo físico como no espiritual.

Um dos elementos mais importantes do ritual é a limpeza psíquica. Este processo mental ou espiritual é tão importante para o espírito, como a ducha diária é para o nosso corpo físico. A limpeza psíquica é praticada durante as sessões públicas no Centro Redentor. A sessão demora um pouco mais do que uma hora, e após o encerramento todos se retiram em silêncio.

Corrente

O Racionalismo Cristão afirma claramente que não quer seguidores que aceitam os seus ensinamentos de uma maneira passiva, sem críticas ou estudo. Através dos conselhos administrados, cada um deve procurar ele mesmo as soluções para os problemas, e também fenômenos tais como: a depressão, o alcoolismo, visões, medo, preoucupação, obsessão, loucura, fobias, etc.

O Racionalismo Cristão não se considera uma religião ou seita. É uma doutrina filosófica com uma base espiritual. A reencarnação é considerada uma realidade. Na página de internet holandesa pode-se ler que: "Não pense que o Racionalismo Cristão e outras correntes espiritualistas que defendem a realidade da reencarnação, trouxeram algo novo para o mundo. Três mil anos antes de Cristo, na Índia, Krishma já declarava a existência da Inteligência Universal, da imortalidade da alma e da sua evolução através de várias vidas físicas. O corpo é da matéria, mas a alma que atua nele é invisível, não tem peso e é eterna. Você e eu já tivemos muitas encarnações. Isto demonstra de uma forma muito clara que este mundo é uma escola, onde podemos aprender a amar o nosso próximo. Também nos demonstra a necessidade da reencarnação, porque a vida na matéria é uma forma de pagar as dívidas dos erros cometidos no passado. A vida nesta Terra pode juntar o criminoso à vítima, até mesmo dentro da mesma família por detrás do véu da matéria, isto graças ao desconhecimento de vidas passadas.

O Racionalismo Cristão é um movimento astral, dirigido astralmente por espíritos de alta evolução. Cada Centro racionalista cristão tem os seus dirigentes astrais, espíritos harmoniosos e evoluídos de mundos de luzes diferentes. Estes espíritos organizam as atividades espirituais, juntamente com os militantes do Centro que foram devidamente instruídos – o presidente da sessão, os médiuns e os outros servidores. Estes militantes estão diretamente ligados aos seres astrais que os apoiam – entidades harmoniosas e de alta evolução – e cuidam da proteção da assistência. Também canalisam as ondas de pensamentos, que são formadas pela concentração firme de todos os presentes, o que resulta na formação de uma corrente forte. Esta corrente faz com que os médiuns possam receber possíveis mensagens, diretamente tanto de espíritos do Astral Superior, como de espíritos do astral inferior. Através do conteúdo e da vibração das mensagens mediúnicas recebidas, pode-se perceber de que tipo de entidade se trata.

Jesus Cristo é considerado como um dos espíritos da mais alta categoria do universo, dentro da filosofia do Racionalismo Cristão, por este motivo está fora de questão de que Ele possa enviar mensagens diretamente. Se isto tiver lugar durante a sessão, é considerado como uma mistificação, que é posteriormente corrigida pelos participantes mais experientes. Mas é aceito que as mensagens de Jesus são emitidas normalmente pelos espíritos do Astral Superior, mas sem que se mencione que estas são de Jesus. O objetivo principal do Racionalismo Cristão é ajudar a humanidade no seu desenvolvimento espiritual, mas esta não poderá ser atingida por meio de especulações. O que conta é a pureza e o conteúdo das mensagens e não as mensagens em si.

Este artigo foi realizado graças à cooperação de Vitorino Chantre, Carlos Monteiro e José Andrade, que forneceram informações sobre o Racionalismo Cristão baseados explicitamente na sua experiência pessoal. Um especial agradecimento a Hans Grimm pelo apoio na redação.

Hans Bogers (1952), trabalhou durante três anos para o psicólogo Drs. Carel Muller em Dennendal, numa instituição para pessoas com uma deficiência mental, em Den Helder. Posteriormente ele trabalhou três anos com tóxico-dependentes, numa comunidade terapêutica chamada Emiliehoeve, em Haia. Ele viajou depois para a Índia, onde foi sannyasin para Osho Rajneesh. Ele também foi cofundador da religião Santo Daime na Holanda, sendo o líder da igreja em Haia durante dez anos. Ele publicou o Psychedelische Evolutie (Bres, 1994) juntamente com Simon Vinkenoog e Stephen Snelders. Também cooperou na produção do Psychedelische Perspectieven (Bres, 2001).

Pode-se comunicar com o autor através de: jchbogers@wanadoo.nl.

Literatura

Racionalismo Cristão (1986); o livro encontra- se à venda nos centros do Racionalismo Cristão.

(Artigo publicado na revista filosófica holandesa Bres, edição de novembro de 2006)

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo