Diga não aos vícios

Ely Ramos, Maria Mena e Maria do Ceu

Sei que posso fazer as coisas acontecerem para melhor; acreditarei sempre nisso e jamais me deixarei desencorajar por qualquer pessoa a propósito de coisa alguma. Pensamentos para bem viver, Caruso Samel, 4ª edição, p. 87.

O Racionalismo Cristão estimula o leitor a acreditar em si mesmo, na ação da sua vontade e na força prodigiosa e imensurável do seu pensamento.

Podemos considerar o vício como uma das ilusões mais perniciosas existentes no mundo Terra. Ele é sustentado e alimentado pelos seres humanos que ainda não conseguiram obter em sua espiritualidade uma força de vontade forte, capaz de se erguer acima dos seus desejos intemperados, cedendo às necessidades provenientes do corpo físico, satisfazendo seus desejos materializados.

Há várias formas de vícios que precisam ser combatidos pelos próprios seres humanos!
1 - Há vícios provenientes dos maus hábitos, que originam da fraqueza espiritual dos seres humanos.
2 - Há ainda os vícios morais e de caráter, que com o passar do tempo, abrem caminho para os físicos.
3 - Vícios que no início proporcionam aos seres humanos uma sensação de bem estar, uma sensação de aumento da sua capacidade tanto física como mental, mas que são caminho aberto na maioria das vezes para a perda da reencarnação.

Quando o ser humano está dominado pelo vício, passa a ser objeto de satisfação de espíritos obsessores - espíritos que desencarnaram em estado de perturbação, que permanecem na atmosfera fluidica da Terra alimentando-se através daqueles que, mantêm os mesmos vícios, os mesmos desejos que estes tinham em vida física, encostam-se nos seres humanos dominando-os e, através da intuição, os mantêm presos ao vício para sua própria satisfação mantendo, assim, a sua relação com o mundo físico do qual ainda não conseguiram se desligar.

Se estudarmos e analisarmos os ensinamentos protagonizados pela doutrina racionalista cristã, concluímos que é de fundamental importância a educação que se ministra aos pequeninos seres nascidos no seio de cada lar, e ainda muito importante a continuação desses ensinamentos nas escolas.

Luiz de Mattos tanto se preocupou, tanto falou, tanto escreveu sobre a EDUCAÇÃO que se deve dar às crianças, aos jovens, e é preciso que os pais, os educadores tomem essa noção, tenham esses conhecimentos para que num futuro próximo, possamos ver criaturas espiritualmente fortalecidas sabendo dizer não a todos os vícios que tanto têm prejudicado e continuam a prejudicar toda a humanidade.

O vício tambem se destaca de outras formas.

Este tema é tão envolvente que se faz necessário aplicar atenção na satisfação, no prazer incontrolável que pode ser indício de vícios tais como:

Comer destravadamente para camuflar sentimentos ou por gulodice correndo risco de sofrer glutonaria.

Sentir-se bem em falar de outros, andando distraídos com a educação dos nossos instintos também é vício. Fumar cigarros, ou então consumir produtos estupefacientes por mero prazer, adormecendo os sentidos, lesando o próprio corpo e de quem o rodeia trazendo, assim, sofrimentos a si e ao seu meio de convívio.

É indispensável a estas pessoas se esclarecerem, reconhecerem os erros de tais atos, tendo a certeza de que está ao seu alcance a sua transformação, cientes de que são único responsável por sabotar a sua própria evolução, enquanto destroem seu corpo físico, veículo de seu espírito neste mundo-escola. Enquanto isso não ocorrer, vive o ser atabalhoadamente não se conhecendo com partícula da Força, desconhecendo ter todas as capacidades latentes para processar uma boa evolução espiritual, respeitando seu corpo físico.

Não nos esqueçamos de que a fila para reencarnar é imensa e o ser humano que joga fora esta oportunidade de estar encarnado está a penalizar-se a si mesmo e é uma falta de respeito para com os outros espíritos, que aguardam a sua vez para reencarnar.

Estes seres que vêm processando sua evolução pelos caminhos tortuosos do mau uso do livre-arbítrio alimentando os vícios, demonstram preguiça mental e assim vivem este ciclo particular em sofrimento, não se apercebendo da importância que têm perante o Todo.

O único inimigo que o ser humano tem quando não consegue avançar na evolução é simplesmente a dificuldade de apontar o dedo a si mesmo.

A partícula da Força Criadora tem todas as capacidades da sua origem e como tal quando encarna é para a escola que vem e tem determinadas frequências, ou seja disciplinas escolares que são as capacidades escolhidas por si mesmo a desenvolver e tem que chegar ao fim e passar o exame para então passar com sucesso. As não concluídas são para repetir na próxima encarnação mais as que terá que ultrapassar escolhidas por si.

Assim, estará em pressão e sofrimento na encarnação, já que terá um excesso de disciplinas a concluir.

Perfeição neste mundo não existe, mas a tentativa em acertar é o que cada um deve procurar e ter paciência e não julgar os outros, porque assim estará a errar.

Não nos devemos comparar a ninguém já que todos são diferentes, mas é crime espiritual diminuir outra partícula da Força Criadora. Devemos a todos, sem exceção, respeito e carinho e ajuda principamente no esclarecimento espiritual.

O espírito ao encarnar vem para lutar e combater vícios e maus hábitos e não adquiri-los; sua missão é progredir e nunca regredir.

Não existe predestinação nem destino, o que existe são reações das ações, e um espírito ao encarnar jamais opta por caminhos tortuosos, de erros, vícios, pois tais caminhos não lhe proporcionarão nenhum benefício em sua evolução, pelo contrário, só aumentarão a bagagem a se colher no futuro.

O ser humano vive em função do uso que faz de seu livre-arbítrio e da forma que direciona seus pensamentos. Um ser esclarecido deve estar sempre aberto aos esclarecimento e não admitir que nada interfira em sua evolução e progresso espiritual ciente sempre de que o caminho da espiritualdade funciona assim, plantou vai colher e quem vive dignamente não tem o que temer .

É preciso reagir contra tudo que o enfraquece espiritualmente e varrer definitivamente tudo que o destina a perda de uma encarnação, pois como já foi dito, esta é preciosa demais para ser jogada fora por simples prazeres deste mundo. O espírito encarna para combater os erros e não para repeti-los, e para isso eis no mundo Terra o Racionalismo Cristão.

Sejam fortes! Estudem! Se esclareçam! Evoluam! Cresçam!

Novembro, 2011

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo