gazeta2.jpg (8041 bytes)

Dia das crianças

Germano Terleira

Depois de surpresas desagradáveis e injustiças por que passamos, surge, alegre, o Dia da Criança para fazer-nos meditar no futuro que desejamos promissor para o nosso País.[...] Quando, num esforço sobre-humano, se procura dar equilíbrio ao País, quando o mundo mais parece feito de cimento armado, trabalhado pelas máquinas do materialismo, é a criança que, com o seu olhar puro e ingênuo, nos oferece um raio de sol que vivifica nossa alma e encoraja o espírito, impulsionando-o para marchar ao encontro do que parece impossível conquistar pelo trabalho, pela energia e perseverança. Ela, a criança, à nossa volta nos tranqüiliza e ajuda a suportar o peso da vida atual. (Maria Cottas, do livro Páginas soltas)

Pois sim, nós sabemos que é essa criança que hoje "com o seu olhar puro e ingénuo", quando adulta, continuará trabalhando como "máquina do materialismo", nos apresentando um mundo "de cimento armado". Sempre assim foi, assim é, e sempre assim continuará a ser até quando os países aceitarem e adotarem em seu ensino oficial de suas escolas os princípios moralistas e espiritualistas ora difundidos pelo Racionalismo Cristão, revelando assim à humanidade o nosso transcendentalismo, enfim a nossa própria composição astral como Força e Matéria. Aí, sim, no planeta Terra se iniciará o desabrochar de novas flores com novas cores e novo perfume.

E quando isso será?

Sejamos realistas, infelizmente parece estar ainda distante esse dia, embora nós, racionalistas cristãosm tenhamos a convicção plena de que paulatinamente, caminhamos nesse sentido.

Devagar se vai ao longe, como diz a própria sabedoria popular. Muito já foi feito, mais se faz e continuará fazendo, graças à iniciativa e bem querer de almas boas, à espiritualidade que nos oferecem todos aqueles que trabalham em prol do próximo, da humanidade.

O que importa acima de tudo é o que nos disse Maria Cottas nesse texto acima, e que sempre continuará atualizado: "a criança nos oferece um raio de sol que vivifica nossa alma e encoraja o espírito, nos tranqüiliza e ajuda a suportar o peso da vida atual".

Feliz Dia das Crianças.

Olinda, outubro de 2007

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo