Por que? A criança quer saber!

Nina Pomin

Nós, as crianças, só aprendemos as coisas perguntando. Às vezes alguns adultos ficam aborrecidos com tantas perguntas. Mas, enquanto as respostas não nos satisfizerem, vamos insistindo nelas até estarmos satisfeitas e abrirmos novos horizontes. Talvez seja por isso que aprendemos sempre coisas novas!

Acho que os adultos deveriam ser assim também, perguntar sempre! Por que não perguntar?

Quando vou a uma palestra e ouço o palestrante perguntando no final: "Alguém aqui quer fazer alguma pergunta?" Observo que quase nenhum adulto se levanta para perguntar. Será que eles entenderam tudo? Ou é vergonha? Mas vergonha de quê? Não são esses mesmos adultos que nos ensinam a perguntar quando temos dúvidas e também a perguntar antes de fazermos as coisas para não errar?

Têm adultos que dizem que encontram dificuldades para responder as perguntas das crianças, mas tudo que nós queremos é só a verdade e se perguntamos algo é porque estamos preparados para saber a verdadeira resposta.

Os adultos às vezes complicam, pois nos ensinam a não mentir e quando fazemos uma pergunta, algumas vezes nos respondem com mentiras.

Ensinam-nos a perguntar para não errar e quando começamos as perguntas eles ficam nervosos e dizem não saber responder.

Nosso interesse vem do íntimo. Tudo que buscamos é a verdade, o conhecimento que estamos aptas a receber. Pode até ser que pareçamos curiosas, mas esta nossa curiosidade aguçada é que fará de nós futuros doutores naquilo que de melhor você, adulto, nos ensinar.

Cada pergunta merece uma resposta, verdadeira, não há criança que não faça perguntas!

Nosso amiguinho Nélio, de Portugal, de 10 anos, por exemplo, nos conta:

"Eu sou muito curioso e faço muitas perguntas à minha mãe e ao meu pai. Quando era mais novo fazia perguntas como: Qual é o meu nome completo? E a minha mãe respondia-me sempre, em qualquer circunstância, e ainda responde, claro! Sempre que a minha mãe me responde nunca fico intrigado porque ela explica com todos os pormenores. Não são somente os meus pais que me ajudam, mas também os professores e a família toda."

Então amigos adultos, as perguntas que podem parecer insignificantes para vocês é de fundamental importância para nós as crianças e nos sentimos muito satisfeitas quando recebemos uma resposta.

Não fiquem perplexos nem irritados com nossas perguntas, temos certeza que elas não são impossíveis de responder. Nós, as crianças, ansiamos por conhecimentos e nossas perguntas são nossos primeiros passos rumo ao mundo dos adultos.

Se uma criança escolhe você para fazer uma pergunta é porque viu em você confiabilidade. Orgulhe-se dessa escolha, e tenha certeza de que ela está diante de uma pessoa que admira e respeita muito.

Seja verdadeiro na resposta, pois ela jamais esquecerá e você marcará fortemente o futuro desta criança que tudo que quer é evoluir!

"Evoluir é desenvolver-se gradualmente, num movimento progressivo. Cada ser alcança um grau maior na escala da evolução." (Do livro Racionalismo Cristão para Crianças, Helmy Matias de Almeida Franco)

(A autora tem 10 anos)
Revisão do texto, Mamãe Ely Ramos

Setembro 2011

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo