gazeta2.jpg (8041 bytes)

A verdadeira vida é a do Espírito

Ana Paula Oliveira

A vida só tem verdadeiro valor quando a criatura sentir e compreender a vida fora da matéria, até lá vai vivendo, sim, mas na profunda ilusão do seu mundo material, direcionando a sua vida na felicidade de atingir e satisfazer os seus prazeres materiais. Mesmo que estes sejam lapsos de uma felicidade aparente, ainda acha que só assim é feliz.

Mas quando descobre o verdadeiro valor da vida e que esta se encontra na plena simplicidade alcançada, jamais esta descoberta será perdida e só assim reconhece e admite o elevado significado que a vida tem.

Mesmo que se encontre sobre uma avalanche e que a sua vida precise mudar 180º ao reconhecer esta verdade e nela se apoiando sabe tirar-lhe o maior proveito, lutando com coragem, valor e paciência, confiando em si mesmo e nas Forças Superiores, de quem pode receber intuições de encorajamento quando se religa com elevação, e sobretudo reconhecendo-se como partícula de uma inteligência universal, colocada no mundo terreno com um propósito firme de vencer e alcançar a sua evolução espiritual.

A criatura esclarecida de que é um composto de corpo e alma, entende que veio ao mundo para lutar e vencer sejam quais forem os reveses que encontrar pelo seu caminho e que estes se apresentam com um único e simples propósito de aprimorar o seu caracter.

Tornar-se uma criatura simples, verdadeira e pura, equilibrando o seu ser em vivência física com o seu ser espiritual, e assim alcançando a vitória de uma vida em trajetória evolutiva.

E com o passar do tempo, o conhecimento da verdadeira vida vai transformando o Espírito consolidando os seus atributos de forma a não temer os reveses e adquirindo uma maior capacidade para os enfrentar.

A criatura vai assim adquirindo acervo espiritual. E é do bom aproveitamento da encarnação que o Espírito faz a sua ascensão na escala evolutiva.

Portanto reveses constituem valiosos momentos para prestar provas e superá-las com a devida dignidade, serão pois bem-vindos estes reveses pois permitirão uma correta avaliação da nossa alma.

Porto, maio 2009

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo