gazeta2.jpg (8041 bytes)

Alfredo Antonio Gestal
1871-1958

Presidente Astral da Filial São João de Meriti do Racionalismo Cristão

Alfredo Antonio Gestal nasceu em Vila Nova da Cerveira, Portugal, em 19 de maio de 1871 e desencarnou em 01 de julho de 1958, com 87 anos de idade. Era filho de João Antonio Gestal e Rosa Martins.

Foi comerciante durante muitos anos e corretor de seguros em geral. Foi um homem honesto, honrado e chefe de família exemplar.

Conheceu o Racionalismo Cristão por volta de 1916. Esclarecido diretamente por Luiz de Mattos, nunca mais deixou a Doutrina, tendo sido um discípulo fiel cumpridor dos seus deveres.

A partir de julho de 1951 tornou-se militante. Foi, ainda, Diretor muito conceituado da Casa-Chefe do Racionalismo Cristão, exercendo grande influência em decisões tomadas pelo Mestre Antonio Cottas, bem como, foi amigo do Dr. Antonio Cristóvão Monteiro (Advogado - Articulista do Jornal A Razão). Constituem dados marcantes de sua personalidade: lealdade, honestidade, amizade, união, respeito aos amigos e companheiros da Doutrina, aos Mestres Luiz de Mattos e Antônio Cottas. Sobressaia-se na dedicação à família e à Doutrina Racionalista Cristã, com ênfase no cumprimento de seus deveres espirituais.

"Ainda na segunda-feira veio cumprir o seu dever de servidor do Racionalismo Cristão." (do livro Cartas Doutrinárias, 1958) - A manifestação do espírito de Alfredo Antonio Gestal data de 02 de julho de 1958 (quarta-feira) - Sessão Pública.

"Desencarnou lutando e trabalhando. Pode-se dizer que foi daqueles que desencarnam de pé..."(do livro Cartas Doutrinárias, 1958)

Na Secretaria da Casa-Chefe encontra-se visível uma placa com o nome de Alfredo Antonio Gestal.

Em sua primeira manifestação, dada em Sessão Pública de 02 de julho de 1958, quando no mundo espiritual, assim se expressou o espírito de Alfredo Antonio Gestal: "A todos vós a minha grande saudade, pela lealdade, pelo amor espiritual que sempre souberam irradiar como companheiros para comigo. Tinha vontade de viver, sentia alegria pela vida e desejava viver mais alguns anos para dar apoio material e espiritual à minha mulher, companheira inseparável."

Em continuação, manifestou-se o Mestre Luiz de Mattos "Não podemos deixar de falar sobre esse espírito, que nosso amigo foi e que, doravante, trabalha conosco na grande luta em prol do esclarecimento humano. Dedicações, temos tido bastantes; mas a dedicação de Alfredo Antonio Gestal; a de Manuel Garcia, são dedicações que se não podem esquecer nunca. Muitos outros se têm dedicado à Doutrina, mas esses dois velhos amigos nossos e vossos, nos deram grande consolação." (Manuel Garcia é um dos Organizadores das Correntes na Filial de São João de Meriti, RJ).

"Esses dois se mantiveram firmes ao nosso lado e, hoje, astralmente conosco estão. Oxalá, todos pudessem ter a disposição de ânimo, de temperamento, de envergadura, de agilidade e de esforço que tinha Alfredo Antonio Gestal. Que todos pudessem imitá-lo na sua sempre alegre fisionomia, onde se via a intrepidez e a tranqüilidade do seu espírito, próprias de um esclarecido. Que todos possam ver nele o exemplo e a dedicação mantidas para com o Racionalismo Cristão."

Em seguida, assim se expressou o Presidente Perpétuo e Internacional do Racionalismo Cristão Antonio Cottas, nessa mesma Sessão Pública de 02 de julho de 1958, dada na Casa-Chefe: "Um Racionalista Cristão que aos 87 anos deixa o mundo físico, para ascender ao seu mundo espiritual em perfeita lucidez espiritual, sempre leal, com todos, sempre querido por todos, tendo sabido conquistar a amizade de todos, porque não havia uma só criatura que não gostasse de Alfredo Antonio Gestal; seu nome, além de ser bem conhecido, era a sua pessoa estimada, principalmente por aqueles que trabalham na Casa."

Antônio Cottas, em discurso de 03 de janeiro de l965, assim se expressou, quando o Correspondente de São João de Meriti passou à categoria de Filial do Racionalismo Cristão: "O presidente astral desta Casa passa a ser Alfredo Antonio Gestal, um velho amigo de Luiz de Mattos e de todos nós que o conhecemos durante longos anos. Foi maçon. Foi comerciante honrado. Foi chefe de família exemplar. Pai do Dr. Antonio Gestal, que durante muitos anos foi autoridade em Niterói."

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo