gazeta2.jpg (8041 bytes)

Ponderações

Jorge Alexandre Fares

Quais são as coisas que preocupam os pais e que estes gostariam que seus filhos soubessem teoricamente e pudessem constatar na prática do dia a dia, quando estivessem vivendo essas situações descritas, e saber decidir qual a melhor escolha, para poder seguir o melhor caminho?
1) Ter uma formação moral e ética.
2) Adquirir experiências com a menor possibilidade de se machucar mental e fisicamente.
3) Saber controlar as emoções nos momentos difíceis e tomar as decisões, utilizando o bom senso e o raciocínio para agir com eficiência.
4) Saber diferenciar o que é ilusão do que é realidade.
5) Saber controlar os maus hábitos e esforçar-se para corrigir as imperfeições que possam haver em sua maneira de ser e agir.
6) Ser cauteloso e não se deixar influenciar por más companhias, tomando decisões que não são as que gostaria de tomar, devido as más influências.
7) Estudar para ser um bom profissional, para ter cultura, para que, através do aprendizado adquirido nos livros, possa aumentar sua experiência e aplicar nas situações que porventura possam aparecer em sua vida. Resumindo: para resolver os seus problemas, utilizar o que aprendeu com suas próprias experiências, leitura e observação dos erros cometidos por outras pessoas, para não repeti-los.
8) Buscar nos livros e nas observações das coisas que acontecem no dia a dia as respostas às perguntas mais importantes da vida, como o que sou, de onde vim, para onde vou, o que é o bem, o que é o mal, o que é certo, o que é errado, o que é o dever, o que é o direito, quais são as leis do Universo que influenciam a nossa vida e que precisamos conhecer para não nos prejudicarmos. Procurar as evidências da existência de um Ser Superior que rege o Universo e como Ele se relaciona com o mundo e conosco!
9) Conhecer quais são as situações mais freqüentes na vida, que levam a pessoa a ser derrotada, ferindo-se a si mesma e aos outros; adquirir maus hábitos e vícios; trazer arrependimentos e remorsos; colocar em risco a própria vida e a dos outros.
10) Como deve pensar e agir para ter uma felicidade relativa na vida.
11) Saber ser forte na alegria, na tristeza, no sofrimento, nas situações de carência e abundância.
12) Cultivar bons pensamentos e sentimentos e aprender a repelir os maus pensamentos, ações e sentimentos.
13) Não colocar como fundamental para a sua felicidade possuir todos os bens materiais que desejar, pois isto não se realiza na maioria das vezes e é fonte de infelicidade constante, pois estará sempre faltando algo para se tornar relativamente feliz.

junho de 2004

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo