gazeta2.jpg (8041 bytes)

Paz interior

Educar o pensamento, a vontade e o raciocínio para poder traçar o plano a seguir pelo pensamento e colocá-lo em ação pela vontade firme, utilizando o raciocínio para não ferir o direito desse ou daquele.

Muita coisa boa acontece na vida do ser humano, quando está presente o conhecimento de causa. Não resta dúvida de que existe boa dose de sacrifício, o que quase ninguém gosta de suportar, mas não se vence sem essa dose de sacrifício.

O pensamento consciente deve prevalecer e o ser precisa caminhar para a frente, sem dúvidas, mesmo diante dos inevitáveis obstáculos que podem surgir. Não contar com resultados rápidos. Ter certeza de que a colheita é certa, demore o que demorar. É esperar agindo, buscando dias melhores e a felicidade vai raiar dentro do ser humano, levando-o a vibrar de alegria.

Na luta interna por dias melhores, procurar ser reservado. Confiar desconfiando é regra segura. Ser alegre, comunicativo com todos, sem estar a contar sua vida, pois isso pode não dar bons resultados.

Educar o pensamento, a vontade e o raciocínio para poder traçar o plano a seguir pelo pensamento e colocá-lo em ação pela vontade firme, utilizando o raciocínio para não ferir o direito desse ou daquele.

A paz interior vai brotar dentro do ser humano e seu caminhar ficará mais sereno.

É confiar nesta fase linda da vida humana que se chama presente e tem a duração de uma piscadela. É o eterno presente que nos envolve nas diversas caminhadas de idas e voltas.

Aquiles Moisés dos Santos
Belo Horizonte, 5 de agosto de 2000

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo