gazeta2.jpg (8041 bytes)

As Leis Naturais (final)

Quando se toma conhecimento das leis naturais e se coloca em prática os seus ensinamentos, só se tem a ganhar, porque muito sofrimento é evitado numa vida física e muita alegria vai ser acumulada para a vida seguinte, porque os erros foram conscientemente diminuídos e a cruz ficou mais leve. 

É muito bom o ser humano acordar para as leis naturais, porque são comuns e imutáveis e se aplicam a todos os seres da natureza, independentemente de conhecê–las ou não, pertença o ser humano a que credo pertencer, seja ele de qualquer classe social, porque são leis regidas pela Inteligência Universal, que muitos conhecem como Deus.

Observando-se com cuidado, descobre-se que o tempo é sempre o mesmo, sempre presente para todos, e nós é que vamos passando pelo tempo como viajantes de uma longa jornada rumo ao aperfeiçoamento total.

Quando se toma conhecimento das leis naturais e se coloca em prática os seus ensinamentos, só se tem a ganhar, porque muito sofrimento é evitado numa vida física e muita alegria vai ser acumulada para a vida seguinte, porque os erros foram conscientemente diminuídos e a cruz ficou mais leve. Tudo melhora e o ser humano descobre que felicidade não é ausência de problemas, mas sabedoria para resolvê-los ou contorná-los, quando a solução parece desconhecida no momento. Lá no íntimo do ser humano, nessa altura, ele já sabe que todo efeito tem sua causa e nada acontece por acaso e isso gera paz de espírito para buscar sempre a solução.

No artigo anterior, vimos duas leis muito presentes na vida de cada um. Uma foi a Lei do Retorno, também conhecida como Lei de Causa e Efeito ou Lei de Ação e Reação, e a outra foi a Lei de Atração e Repulsão, essa última praticada pelo pensamento.

Vamos ver agora duas outras leis: a Lei da Evolução e a Lei da Reencarnação.

A Lei da Evolução é o princípio fundamental da vida no Universo, sempre na busca do aperfeiçoamento total. Nascer pequeno e morrer grande já significa uma marca da evolução, pois tudo caminha, tudo vibra, tudo atrai. A Lei da Evolução envolve o infinitamente pequeno e o infinitamente grande, o pequenino átomo e todo o universo, num movimento contínuo e harmônico. É a semente lançada à terra pela mão do trabalhador que germina, cresce e vira uma árvore frutífera alimentando muitas vidas, pois a evolução está sempre presente em todas as manifestações da vida.

Estará evoluindo quem se entregar ao trabalho honesto e produtivo com método, disciplina e ordem, buscando sempre o autoconhecimento, pois a evolução abrange tudo e todos.

A Lei é a da Reencarnação, que impõe vidas múltiplas, muito assusta os desavisados, porque muitas religiões martelam a idéia da salvação na mente da criança até criar raízes profundas e elas crescem e não dão trato ao raciocínio preferindo repetir automaticamente aquilo que está plantado no fundo de seu subconsciente, pois é mais cômodo acreditar na salvação, mesmo praticando os maiores crimes, mesmo infelicitando muita gente, pois repetem maquinalmente "Deus é bom pai, Deus salva seus filhos", não vendo que isso é um comodismo que suaviza ainda mais o caminho dos crimes.

Pondo em ação o raciocínio, o ser humano descobre que a Lei da Reencarnação é o grande presente da Inteligência Universal às criaturas, mostrando a cada um que ninguém será condenado, mesmo tendo cometido muitos e muitos crimes pelo abuso do livre arbítrio. Porque no Universo prevalece a Justiça e é por isso que as Leis Naturais existem para serem aplicadas a todos indistintamente. O ser humano tem o direito de plantar, mas passa a colher aquilo que plantou e não aquilo que quer. Analisando a Lei da Reencarnação, esse imenso prêmio para todos, entende-se logo o que significa o tão apregoado perdão; não é acobertar erros, mas dar a oportunidade de voltar ao Planeta Terra onde as falhas foram cometidas e, pelo estudo, raciocínio e sofrimento adquirir mais e mais conhecimento, alcançando maior evolução e sentindo a Força Criadora por toda parte, até numa folha seca.

Nessa altura, o ser humano vai ver como grande é Jesus Cristo que proclamou: "Conhecereis a verdade e a verdade vos tornará livres".

Aquiles Moisés dos Santos
Belo Horizonte, 1 de novembro de 2001

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo