gazeta2.jpg (8041 bytes)

As Leis Naturais

Se o ser humano fizer uma boa programação daquilo que ele deseja ver realizado em sua vida, essa programação se reflete em sua aura ¾ o espelho da alma ¾ e passa a ser do conhecimento do mundo invisível que alimenta os mesmos sentimentos.

O acordar da humanidade tem sido muito lento, mas vai acontecendo durante a longa, muito longa existência de cada um. Viver todos vivemos, porque é simples, mas saber viver com dignidade, com valor, isso tem de ser aprendido e o aprendizado é demorado, porque não tem feito parte do ensino tradicional que somente fala de um Deus, por conveniência, já que esse Deus que é apresentado ao mundo é material como o mundo, pois dizem que tudo dele depende, do cair de uma folha ao morrer, esquecendo-se as pessoas de que o Grande Foco é uma Força Universal da qual somos partículas integrantes e sem a qual seríamos como balões: cheios de ciência, mas carentes de amor, quando precisamos tanto da ciência quanto do amor para viver. Einstein, essa cabeça pensante que até foi considerado ateu, foi na verdade um religioso no seu sentido verdadeiro, pois ele disse que ciência sem religião é cega e religião sem ciência é incompleta.

Para um conhecimento preciso da Força Criadora, é fundamental entender suas Leis Naturais, porque se diz que Ela está em toda parte e muita gente fica sem entender como isso é possível. Ora, se no Universo só existem Força e Matéria, a Força está em tudo, do infinitamente pequeno ao infinitamente grande. Tudo que existe neste planeta e nos demais planetas tem uma partícula da Força Criadora, razão tendo Jesus Cristo ao dizer ao mundo: "Vós sois deuses". Já que somos deuses, é imprescindível que descubramos como fazer brilhar cada vez mais nossa partícula de luz para sentirmos que uma gota d’água é o oceano e o oceano é uma gota d’água. Tudo é H2O. Tudo é a mesma coisa, da mesma forma que, em essência, somos deuses.

Vamos falar de duas Leis Naturais que fazem parte do dia a dia do ser humano, tenha ele consciência ou não da realidade delas.

Uma é a Lei do Retorno. Todo agricultor sabe que, se plantar um punhado de feijão, colherá vários punhados de feijão e o agricultor sabe que ele é livre para plantar o que quiser, mas somente vai colher aquilo que plantou e multiplicado várias vezes. Para haver a Lei do Retorno, tem de haver a Lei de Causa. Plantar é a Causa e colher é o Retorno, é o efeito do plantar. Se alguém procura travar o caminhar de seu semelhante isso é causa e o retorno que virá, cedo ou tarde, é encontrar o ser humano dificuldades em seu caminho e ele precisará ser habilidoso para vencê-las, para não incidir novamente em outras causas, com seus efeitos.

Se o ser humano fizer uma boa programação daquilo que ele deseja ver realizado em sua vida, essa programação se reflete em sua aura ¾ o espelho da alma ¾ e passa a ser do conhecimento do mundo invisível que alimenta os mesmos sentimentos. Se a programação é sadia, ela atrai a atenção dos elementos sadios e com mais facilidade vai ser realizada sem haver necessidade de peditórios, de genuflexões. Programação bem feita é Causa e o Efeito (Retorno) faz-se como uma conseqüência imediata. Se a programação é cheia de subterfúgios, de más intenções, o Retorno será doloroso, querendo ou não.

Muito importante, de muita importância em nossa vida, é uma outra lei, a Lei de Atração e Repulsão que é praticada pelo pensamento a serviço da vontade, atraindo-se o bem ou o mal de acordo com a educação da vontade de cada um. É por isso que se diz que pensar é atrair, quando esse pensamento reflete vontade fortemente voltada para o alvo bom ou mau.

É com essa arma poderosa, essa Lei de Atração e Repulsão, que os seres humanos entram em contato com o lado invisível da vida material, porque quando o ser humano pensa, seu pensamento faz todo o seu percurso em ondas vibratórias que ficam registradas na matéria fluídica que enche o universo e com facilidade são captadas por todos os espíritos desvinculados da matéria que tomam, imediatamente, conhecimento das intenções do ser pensante.

Aprender a pensar é construir um mundo melhor para o ser humano e para toda a humanidade. Aprender a pensar é o caminho que conduz à felicidade relativa que o Planeta Terra pode oferecer.

Aquiles Moisés dos Santos
Belo Horizonte, 30 de setembro de 2001

 

Página Principal da Gazeta  | Página anterior

Gazeta do Racionalismo Cristão - Uma filosofia para o nosso tempo